Tamanho do Texto
Aumenta | Diminui

Empresas Randon retomam rota do crescimento




A melhora dos indicadores econômicos brasileiros está proporcionando um ambiente mais favorável aos negócios, o que tem se refletido no setor automotivo.

A Companhia fechou o terceiro trimestre de 2017 e os nove primeiros meses com crescimento em praticamente todos os setores de atuação, tanto em receita líquida consolidada, como em volume físico (exceto vagões ferroviários). A divulgação dos resultados foi feita nesta quinta-feira (09/11) à CVM e BM&FBovespa e em teleconferência, amanhã, dia 10/11.

O Diretor Financeiro e de Relações com Investidores, Geraldo Santa Catharina, lembra que a boa performance da empresa é resultado do trabalho realizado ao longo dos últimos meses como a redução de despesas, renovação de processos e adequação de estrutura. Segundo ele, à primeira vista, a recuperação da economia parece evidente, mas um olhar mais cuidadoso mostra que salvo o agronegócio, os setores da indústria e de serviços ainda enfrentam dificuldades. Apesar de os volumes estarem melhorando gradativamente mês a mês, no acumulado de 9M17, os emplacamentos de semirreboques no mercado doméstico, ainda apresentam volumes mais baixos do que no mesmo período de 2016. Os fatores positivos ficam por conta do importante ganho de market share na área de semirreboques e no crescimento expressivo da produção de caminhões a qual alavancou a produção e a venda de autopeças e componentes.

A receita bruta total, com impostos e antes da consolidação, somou R$ 1,1 bilhão no 3T2017, acréscimo de 38,1% sobre o mesmo período de 2016 (R$ 808,7 milhões). No comparativo com os 9M2016, em que a receita bruta foi de R$ 2,8 bilhões, houve aumento de 6,4% nos 9M2017 (R$ 3,0 bilhões).

No 3T2017, a receita líquida consolidada atingiu R$ 773,7 milhões, aumento de 35,7% no comparativo com o mesmo trimestre de 2016. E no acumulado dos nove meses de 2017, houve aumento de 4,1% em relação aos 9M2016, passando de R$ 2,0 bilhões para R$ 2,1 bilhões nos 9M2017.

No 3T2017, o EBITDA consolidado somou R$ 94,7 milhões, crescimento de 376,1% em relação ao valor obtido no mesmo trimestre de 2016 (R$ 19,9 milhões). A margem EBITDA passou de 3,5% no 3T2016 para 12,2% no 3T2017, avanço de 8,8 pontos percentuais no comparativo. Nos 9M2017, o EBITDA consolidado totalizou R$ 229,9 milhões (11,0% da receita líquida consolidada), sendo 62,2% superior ao EBITDA dos 9M2016 (R$ 141,7 milhões).

O lucro líquido de R$ 22,6 milhões obtido no terceiro trimestre contrasta com o prejuízo de R$ 16,0 milhões apurado no mesmo trimestre de 2016. O percentual de margem líquida consolidada ficou em 2,9% no 3T2017, contra -2,8% no 3T2016.

Veículos e Implementos - A Randon vendeu no 3T2017, 3.591 semirreboques entre os mercados interno e externo, aumento de 56,1% com relação ao 3T2016 (2.300 unidades). Este número também é 17,2% superior ao volume comercializado no 2T2017 (3.063 unidades). O market share da Randon segue trajetória ascendente, atingindo 43% no 3T2017, contra 26,4% no 3T2016. No acumulado de 9M2017, a participação de mercado alcançou 39,2% contra 27,2% no mesmo período do ano anterior. Estes resultados ganham ainda mais relevância considerando-se que, no mercado interno, no acumulado de 9M2017, os volumes vendidos ainda são 5,6% menores que no mesmo período de 2016.

Autopeças - As empresas de autopeças estão se beneficiando do incremento da produção de caminhões e estão registrando crescimento em volumes e em receitas. No terceiro trimestre, a receita líquida da divisão autopeças cresceu 25,7% sobre o terceiro trimestre de 2016. Nas vendas por mercado, nos nove primeiros meses, as vendas para montadoras voltaram a representar quase metade das receitas da divisão (46%), ficando a exportação com 29% e a reposição com 25%.

Vagões ferroviários - As concessionárias de ferrovias reduziram o volume de investimentos na compra de vagões em 2017, em grande parte pela demora na renovação das concessões ferroviárias e pela indefinição de como serão os novos leilões de ferrovias no Brasil.

Os volumes da Randon confirmam esse cenário. No 3T2017, foram vendidos 118 vagões contra 111 unidades no 3T2016 (+ 6,3%). No acumulado de 9M2017, as vendas somaram 556 unidades contra 1.266 vagões nos 9M2016 (-56,1%).

Exportações - As vendas consolidadas para o mercado externo, no 3T2017, somaram US$ 43,0 milhões 13,9% acima do 3T2016. As exportações das Empresas Randon representaram 17,8% da receita líquida consolidada no 3T2017, contra 21,9%, no mesmo período de 2016. Destaque para o mercado norte-americano e para os países do Mercosul, que puxaram esta tendência e representaram nos 9M2017, 32,3% e 47,1% respectivamente, do total das exportações consolidadas

No continente europeu e no africano, 2017 tem sido um ano bastante desafiador, tanto para a venda de autopeças quanto para a de semirreboques.

Nas operações instaladas no exterior, a receita bruta total, com eliminações das vendas entre as empresas, nos 9M2017, totalizou US$ 64,7 milhões ante os US$ 55,8 milhões, nos 9M2016. O total entre a soma das exportações e das receitas geradas no exterior (com eliminações) foi de US$ 180,2 milhões nos nove meses do ano, 7,4% maior que nos 9M2016 (US$ 167,8 milhões). Com o objetivo de ampliar sua internacionalização, a Companhia divulgou em 2017 a criação da Randon Peru, a abertura de um escritório da controlada Fras-le na Colômbia e a ampliação da Fras-le Ásia, situada em Pinghu, na China.

Fonte: Randon

Voltar
ANFIR - Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários - Rua Conselheiro Saraiva, 306 Conjunto 55 - Santana - São Paulo - SP Cep: 02037-020 Telefone: (11) 2972-5577 Fax: (11) 2972-5570